sexta-feira, 18 de outubro de 2013

TERREIRO E QUIAGE

Mais umas fotografias enviadas pelo Leal, desta vez da região do Quiage.
 Sanzala do "inimigo" queimada(?) pelas nossas tropas
 Terreiro
 Terreiro
 Experiência do cultivo do café "Robusta"
 Aldeia Nova
 Aldeia Nova ( Sanzala)
Quiage
 Quiage-saindo para uma operação
 Quiage a caminho de Cariamba
 Quiquiemba
 Cariamba
 Secção do Leal após uma operação
 Saída para operação à Roça Santo António
 Caminhada durante a operação
 Caminhada no meio da mata e bananeiras
 Avião de apoio á operação
 Progressão na mata durante a operação
 Queimada efectuada pelas nossas tropas após a operação
 Idem
 Caminhada durante a operação
 Raúl de costas
 Campo de mandioca destruído pelas nossas tropas
 Local onde foi morto o Tomás da Silva Martins(Areosa) em 4/11/69
 Miúdos apanhados na mata
 Idem
Idem

5 comentários:

  1. Meu caro Jacinto Leal, não me canso de o elogiar, pelas magníficas fotos que são colocadas no Blogue do nosso Batalhão.
    Bem haja

    ResponderEliminar
  2. Pois este o sr. Furriel LEAL da Cª. 2311, é forte em fotografias e estas ultimas são bem engraçadas quer na caça quer aquelas mulatinhas tão boas , pois mesmo já com a nossa 3ª.idade ainda gostamos de ver aqueles marmelinhos bem puxadinhos, bom mas vamos ter juizo pois amigo Leal mereces os parabéns com tantas fotgrafias que nos mandastes tu eras um fotógrafo autentico e assim das-lhe que fazer ao nosso amigo CATALO, pois ele é incansável a enriquecer o nosso Blog.. por ele criado que tantas coisa nos têm mostrado da minha parte o meu muito obrigado e um grande abraço, e já agora que estou a falar para o CATALO, a porveito para dizer que o nosso 20º. almoço convívio vai ser no dia 26 de Abril de 2014 em Vila Nova de Gaia, pois vocês assim entenderam, por tanto quando for na devida altura mandarei a respetiva carta convívio,espero que a data vá ao encontro da nossa disponabilidade para assim podernos festejar e participar em mais um aniversário que será o 44º.da nossa chegada a Portugal.Por isso fica assim agendado e até lá vamos conversando. um grande abraço para todos os participantes quer em fotografias, quer nos comemtários pois assim vamos conversando uns com os outros, mas o meu amigo José Joaquim é um ÀS a comentar sempre com uma memória tão inovadora parabéns meu amigo Afonso . Despeço-me de todos os colegas do Bat. 2833, com um grande abraço.

    ResponderEliminar
  3. Obrigado Adelino Afonso, pelos comentários. Fico a aguardar o programa das festas.Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Independentemente das opiniões que cada um pode ter da guerra colonial, uma guerra é sempre uma guerra, e deixa sempre muitas sequelas a muitos inocentes, vejamos as últimas três fotos deste conjunto, com aquelas três crianças, em que uma delas, está toda envolvida em ligaduras, sem ter a certeza da causa , admito ter sido por queimaduras, amigos, já viram que só a cara daquela criança, não tem ligaduras, quantas dores não terá aquela criança sofrido ? por isso, os maiores sofrimentos, recaem sempre sobre os mais inocentes, quer estejamos no lado A, ou no lado B.
    Os beneficiados com as guerras, também são sempre os mesmos. No que directamente nos diz respeito, refiro-me à guerra Colonial, vejamos a Guiné, ninguém se entende, quantos golpes de estado já houve !!!!!!
    Angola, as últimas noticias, e outras que por aí vai havendo, não parecem ser muito animadoras, ao que se diz nas noticias, parece ser que um certo grupo de famílias, dominam e enriquecem, enquanto o povo vive com uma média de $2,00 (usa) / dia, a ser verdade o que por aí se vai ouvindo, que pena um país tão rico. Afinal o que é que mudou ? parece ter sido, em vez de serem umas famílias europeias a mandar e a enriquecer, são agora umas quantas famílias Angolanas, o resto...., o resto, é só paisagem.
    Quanto a Moçambique, pelos vistos também está a ter imensos problemas, pois não se entendem. Afinal é caso para se perguntar !!!! queriam a independência para quê ? repito, e com uma certa mágua, é pena, eu desejava e desejo o melhor para todas aquelas populações. Só faço este comentário, porque nós fazemos parte de muitos milhares de portugueses ex-combatentes, naquelas terras, só por isso nada mais.
    Tomei nota das palavras do nosso camarada de armas Adelino Afonso, pela minha parte, só motivos mesmo muito grandes e graves, é que me impedirão de estar presente, no próximo almoço/convívio, do nosso Batalhão.
    Um grande abraço para todo o pessoal da nosso Batalhão.

    ResponderEliminar