terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Natal de 2019

A minha árvore de Natal de 2019. Um abraço para todos vós e o desejo de que tenham um NATAL FELIZ E UM NOVO ANO cheio de coisas bôas e com muita saúde.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

José Joaquim Afonso

Meus amigos, numa nova deslocação por este nosso lindo país fui até Macedo de Cavaleiros e a outros locais da terra fria do Nordeste Trasmontano e foi com muita satisfação que nesta linda e próspera terra encontrei o nosso amigo e camarada José Joaquim Afonso da 2310. O nosso camarada também um assíduo companheiro dos nossos almoços para o qual já disse estar preparado para o próximo. Junto uma fotografia que tirámos.





                                                                Um abraço companheiro



Falecimento do Garrinhas da 2311

Informação que reproduzo enviada pelo nosso comum amigo e camarada Jacinto Leal da 2311.

Para a sua família vão os nossos sentidos pêsames




---Meditando e em sentimento.----
Tive ontem conhecimento, no dia em que faria 74 anos, que Luis Garrinhas tinha falecido a 14 de Junho p. p.. Fiquei consternado e meditando no companheirismo que durante 26 meses compartilhámos, muitas vezes em condições adversas e como todos nos apoiamos uns nos outros. Amizade essa que tem perdurado pela vida fora. Por isso aqui deixo os meus votos para que a tua alma descanse em paz, um obrigado pela tua amizade e até um dia que Deus queira.
Jacinto.

                                               O Garrinhas para quem se recorde é o do meio

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

"Olhinho"

Meus amigos fui fazer uma visita e por isso, hoje vou-lhes apresentar (após 49 anos da nossa chegada de Angola) o meu camarada Alípio Ferreira de Almeida. O Alípio era o meu "guarda costas" e eu pus-lhe o nome de "olhinho" porque ele era um espertalhão, e para beber "Cucas" á borla inventou um jogo em que punha uma moeda no chão e apontando com outra, se acerta-se, e ele acertava muitas vezes, lá ganhava a respectiva daí o ter ficado com essa alcunha.

Fiquei muito feliz em vê-o com saúde.




quinta-feira, 23 de maio de 2019

Mais fotografias do 25º.Almoço


Mais algumas fotografias sobre o nosso 25º. Almoço realizado em Aguada de Cima-Águeda. Há muitas mais mas eu irei publicando aos poucos. Façam os vossos comentários e transmitam ao nossos camaradas a existência do nosso blogue. Se tiverem fotografias da guerra e queiram que elas figurem no Nosso Blogue digitem-nas e mandem para o meu e-mail que é jcatalo@gmail.com


O nosso amigo Marta com o seu simpático descendente
O Adelino Afonso e o Branco
Xenandoo com a sua caracteristica Bárbara
O Marta e o seu Neto
Outro elemento da juventude para os próximos almoços.
Dois dos nossos organizadores (Coelho e Afonso)
O meu amigo Morais Jorge e o nosso próximo organizador
Jorge a explanar uma operação
Os homens a pagar as contas
Marta, Amaral e Catalo 2309
O nosso sempre simpático amigo Mário, enfermeiro da 2309 e família
O Homem do Vale Grande


Mais algumas recordações do Nelson e do Furriel Filipe Cruz

Eu e o Miranda
 
Jograis








terça-feira, 7 de maio de 2019

Reportagem do nosso 25º.Almoço realizado em Aguada de Cima - Águeda

Meus caros camaradas aqui estou eu a apresentar algumas imagens do nosso 25º. Almoço que realizamos no dia 27 de Abril de 2019 em Aguada de Cima-Águeda.

Para mim são sempre agradáveis estes almoço de confraternização, pois recordamos tempos passados, alguns bem difíceis mas que mesmo assim gostamos de recordar.

É sempre agradável ver caras que já não víamos há muito, é o caso do nosso camarada Gualter, furriel da 2309 e natural dos Açores.

É muito bom ter amigos que com os seus gestos nos enchem o coração de alegria, é o caso do nosso camarada João Santos da 2309 e natural de Aveiro que pôs uma carrinha à disposição de alguns camaradas que foram de comboio e que os foi buscar à estação de Aveiro e levá-los para o almoço e voltar a traze-los de novo para o comboio em Aveiro. São atitudes de camaradagem que eu pessoalmente jamais esquecerei.

Também tive pena da ausência de muitos dos nossos camaradas que habitualmente vão  e agora não compareceram, alguns infelizmente, por terem deixado o caminho dos vivos, outros por dificuldades de acesso, nestes casos sou de opinião que se deverão fazer os almoços em locais em que haja comboios, para maior facilidade, além do transporte se tornar mais económico.